A música influencia sua vida?

Já conheceu uma pessoa por causa do estilo musical? Ou a 1° pergunta foi "O que mais gosta de ouvir"?


Esse blog é perfeito para você!!



A música é capaz de estimular as emoções das pessoas. Algumas músicas, como o pop, trazem os sentimentos mais felizes dos seres humanos, enquanto outras transmitem sentimentos de tristeza, indignação social, arrependimento e outras sensações humanas.

Uma pesquisa feita pelo Centro Universitário de Maringá revela que a música, na neurociência, afeta as emoções, controle de impulsividade e motivação.


Em primeira instância, o cérebro humano processa melodias de forma a serem distribuídas em diversas áreas do ouvido no córtex cerebral. Nosso aparelho auditivo possui uma percepção musical em três áreas. Segundo estudos realizados no Instituto de Fisiologia da Música e da Medicina da Arte em Hannover, na Alemanha, o lado esquerdo do cérebro parece processar elementos básicos como intervalos musicais e ritmos ao passo que o lado direito relaciona-se ao reconhecimento de características como métrica e contorno melódico.


Em segunda instância, a música influência em nossa relação interpessoal. Em decorrência dessa influência, a pesquisadora Beatriz Ilari constatou que alguns estereótipos de personalidade, classificação social e status são constatados através dos gêneros musicais. Ademais, a psicologia cognitiva relaciona a música com a atração e esquemas cerebrais desenvolvidos por vivências. Uma vez que a vida de um indivíduo reúne uma série de experiências vividas com pessoas que induz na forma com que se relacionam na vida adulta.


Logo, a música é uma forma de interação e conexão entre os humanos e promover o surgimento de novas relações, como porventura, os seres humanos vão para locais que toquem seu estilo musical favorito e conhecem diversas pessoas. Afinal, quem nunca começou a cantar junto e interagiu com um estranho quanto toca sua música favorita na festa?


Para comprovar a influência da música na vida dos seres humanos realizou-se uma pesquisa com quarenta participantes anônimos que utilizaram a plataforma do Google Forms. Descarte, elaboraram cinco perguntas de cunho musical e psicológico. Logo, apresentaram as indagações:


1 - Qual(is) estilo(s) musical(is) que você mais escuta?



Legenda: As músicas mais escutadas em posições decrescente: Pop (80%), Indie (47,5%), Funk (32,5%), Rock (30%), Música Instrumental (30%), Sertanejo (25%), Rap (22,5%), Trap (15%), Forró (15%), K-pop (10%), Pagode (5%), Gospel (5%), MPB (5%), MPB/Samba (2,5%), MPB e Mantras (2,5%), Reggae (2,5%), Reggaeton (2,5%) e Música Clássica (2,5%).


2- Como você define sua personalidade? (Utilize uma palavra, exemplo: Amável)



Legenda: As palavras mais usadas em forma decrescente: Amigável (10%), Carinhosa (7,5%), Dedicada (5%), Amigável (5%),Calma (5%), Curiosa (5%), Alegre (2,5%), Amável (2,5%), Ansiosa (2,5%), Compreensiva (2,5%), Comunicativa (2,5%), Controladora (2,5%), Elétrica (2,5%), Engraçada (2,5%), Espontânea (2,5%), Estressada (2,5%), Extrovertida (2,5%), Fluída (2,5%), Gentil (2,5%), Grossa (2,5%), Impaciente (2,5%), Introvertida, Leal (2,5%), Meiga (2,5%), Mutável (2,5%), Observadora (2,5%), Respeitável (2,5%), Simpática (2,5%), Séria (2,5%), Sociável (2,5%), Confiável (2,5%), Criativa (2,5%), Insuportável (2,5%), Única (2,5%), Surtada (2,5%).


3 - Você acredita que o estilo musical influencia nas suas decisões?



Legenda: Respostas meio-a-meio: Não (50%) e Sim (50%)


4 - Você acredita que o estilo musical influencia em como se veste?



Legenda: Respostas em ordem decrescente: Sim (67,5%) e Não (32,5%)


5 - Você acredita que o estilo musical influencia no tratamento com as pessoas?



Legenda: Respostas em ordem decrescente: Sim (62,7%) e Não (37,5%)


Os resultados da pesquisa realizada, as pessoas escutam músicas estimulantes, como pop, funk, rap, apresentam adjetivos em suas personalidades mais voltadas para extrospecção, como elétrica, surtada, extrovertida, pessoas ouvem mais músicas sedativas, como indie, música instrumental, MPB, possuem adjetivos voltados para a introspecção, como introvertida, pensativa, observadora. Mas também, pessoas mais ecléticas, escutam tanto músicas sedativas e estimulantes, apresentam mais serenidade em suas definições, como simpática, calma e gentil.


Sendo assim, o estilo musical influencia a vida de todos os seres humanos, desde canções infantis até músicas clássicas. Além disso, influencia em suas relações com a sociedade, o modo de interpretar a si mesmo e as pessoas ao seu redor por intermédio de visões que as músicas oferecem ao mundo.


Fonte:

AMENGUAL J. L.; et al. Sensorimotor plasticity after music-supported therapy in chronic stroke patients revealed by transcranial magnetic stimulation. Plos One, 8(4). 2013.


AAMODT, S.; WANG, S. Bem vindo ao cérebro de seu filho. São Paulo: Cultrix, 2013.


ANDRADE, P. E. Uma Abordagem Evolucionária e Neurocientífica da Música. Revista Neurociências, 1(1), 2004. BARCELLOS, L. R. Musicoterapia alguns escritos. Rio de Janeiro:

Enelivros, 2004. BAKAGIANNIS, S. e TARRANT, M. Can music bring people together? Effects of shared musical preference on intergroup bias in adolescence. Scandinavian Journal of Psychology, 47: 129-136, 2006.


A INFLUÊNCIA da música no comportamento humano. In: FRAHM (Brasil). DESCUBRA QUAL É A INFLUÊNCIA DA MÚSICA NO COMPORTAMENTO HUMANO. FRAHM, 18 fev. 2021. Disponível em: https://frahm.com.br/a-influencia-da-musica-no-comportamento-humano/#:~:text=A%20influ%C3%AAncia%20da%20m%C3%BAsica%20no%20comportamento%20humano%20e%20no%20consumo,que%20sentimos%20e%20nos%20comportamos.&text=De%20acordo%20com%20o%20estudo,dormir%20e%20outros%20comportamentos%20humanos. Acesso em: 18 fev. 2021.